Lembrar o brunch do Pão de Canela é possível à semana

pao-de-canela-lisbon-(by-joao-romao)

O brunch dos fins de semana do Pão de Canela ficou conhecido dos lisboetas pela qualidade dos produtos e pela magnífica apresentação. Cativante desde os primeiros momentos é ainda hoje uma referência forte dos lisboetas que almoçam mais tarde ao fim de semana, e que gostam da comunhão com a natureza possível em plena Praça das Flores, um dos recantos mais típicos de Lisboa. Atentos ao fenómeno, os responsáveis pelo espaço, distinguido também pela acolhedora decoração, decidiram exportar a fórmula de sucesso dos dias de não trabalho para os almoços semanais.

O buffet oferecido à semana por simpáticos 9,90 euros mantém elevados padrões de qualidade em termos de saladas, quiches e vegetais recheados, evidenciando-se alguma falta de treino da equipa do Pão de Canela na confeção de refeições cozinhadas. Para estímulo da curiosidade servimo-nos de uma fantástica salada de alface com requeijão, nozes, rebentos de soja (infelizmente de conserva) e salmão fumado. Os tomates recheados com requeijão, e as chamuças não foram indiferentes ao paladar que quase chumbou o arroz de feijão vermelho que era proposto a acompanhar umas pataniscas de bacalhau que mereciam melhor companhia. Ainda no domínio dos pratos quentes existia uma banal massa à carbonara e um ratatouille que quase nos deixou apaixonados. O percurso pelas iguarias propostas continuou com uma excelente quiche de espinafres e requeijão e de uma saciante fatia de bola de carne com queijo.

Incluídas na modalidade estavam ainda as bebidas: água, duas escolhas de sumos de fruta (melão e limonada) e a massificada Coca-Cola. Podíamos ter ainda experimentado um copo de vinho ou uma Imperial que faziam parte do equipamento de série da refeição, optamos pelos saudáveis e menos habituais sumos de fruta.

Após a degustação dos salgados, momento para uma breve pausa no sentido do estômago se ir arrumando, deliciando-se os olhos com a pacatez da Praça das Flores. Lisboa sua freneticamente nas imediações, estamos poucas centenas de metros abaixo do Príncipe Real e uma muito curta caminhada da Assembleia da República. A manifestação de bucolismo prossegue, com lugar a apreciações caricatas de estacionamento criativo numa zona em que o aparcamento escasseia. Um lago no centro do jardim, um quiosque com esplanada ajudam a distinguir a envolvência. Mesmo em dias de chuva é permitido almoçar ao ar livre, com o grande toldo do Pão de Canela a permitir uma refeição descontraída e terapêutica na esplanada, instalada sobre um estrado de madeira.

A passagem para os doces faz-se de forma rápida, urge enfrentar a parte da tarde, num local onde o tempo parece passar despercebido dos relógios. Uma escolha de miniaturas de pastéis de nata e queijadas é suportada por belas fatias de bolo de requeijão e um intermédio entre o bolo de chocolate e o brownie que apenas pode ser criticado por preciosismo na decoração ostensiva feita com açúcar refinado.

Recomendamos vivamente, já que no final tivemos tudo isto por apenas 9,90 euros. Uma raridade no ranking lisboeta. O buffet ao almoço é servido das 12 ás 15 horas.

NOTA: Ao fim de semana a reserva de mesa é obrigatória dada a multidão que ao Pão de Canela acorre no sentido de adormecer o apetite. O brunch, servido aos fins de semana e feriados das 11 às 16 horas tem um custo de 15,8 euros destacando-se por uma maior variedade de pães, saladas, frutas e muitas outras iguarias. 

DETALHES:
Praça das Flores N.ºs 25 a 29
1200-192 Lisboa
Telefone: 21 397 2220
www.canela.pt

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s